16.3.12

Entrevista a Dulce Maria Cardoso



Ontem, na Sic Notícias, apesar da sua confrangedora atrapalhação, Márcio Crespo lá entrevistou Dulce Maria Cardoso, que, grande e amável (como só os grandes sabem ser), foi contando uma história pouco conhecida, a dos retornados, tema do seu último livro, O Retorno, recentemente publicado pela Tinta da China. 
Nunca li nada da autora, nem gostei especialmente do texto que MC leu no início, mas a sua autenticidade ao longo da entrevista fez-me querer saber mais dela, desta gente e deste período, uma odisseia de ontem e não uma anedota distante. 

Da entrevista retenho ainda uma ideia que Dulce Maria Cardoso referiu de passagem mas que merece sublinhado: «As possibilidades da literatura são tão grandes como as suas limitações.»

1 comentário:

Pedro disse...

A minha mãe comprou o livro e acho que já o leu, hei de lhe perguntar a opinião.

Sobre a passagem "As possibilidades da literatura são tão grandes como as suas limitações.", não lhe reconheço grande verdade, até diria que uma das grandes forças da literatura é exactamente as suas possibilidades serem (muito) maiores que as suas limitações.